Seis das oito atividades do varejo crescem em setembro ante agosto, mostra IBGE

Seis das oito atividades do varejo crescem em setembro ante agosto, mostra IBGE

Estadão Conteúdo

Seis das oito atividades que integram o comércio varejista registraram avanços nas vendas em setembro ante agosto, segundo os dados da Pesquisa Mensal de Comércio, divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Na média global, o volume vendido subiu 1,1%.

Houve expansão em Livros, jornais, revistas e papelaria (2,5%), Equipamentos e material para escritório, informática e comunicação (1,7%), Combustíveis e lubrificantes (1,3%), Hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo (1,2%), Tecidos, vestuário e calçados (0,7%) e Artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos, e de perfumaria (0,6%). Na direção oposta, as atividades com resultados negativos foram Móveis e Eletrodomésticos (-0,1%) e Outros artigos de uso pessoal e doméstico (-1,0%).

No comércio varejista ampliado, que inclui as atividades de veículos e material de construção, houve elevação de 1,5% em setembro ante agosto. O segmento de Veículos, motos, partes e peças registrou queda de 0,1%, enquanto Material de construção ficou estável (0,0%).

Comparação com setembro de 2021

Segundo o IBGE, cinco das oito atividades que integram o varejo registraram crescimento em setembro de 2022 ante setembro de 2021. Na média global, o comércio varejista teve um avanço de 3,2%.

Houve expansão em Combustíveis e lubrificantes (34,8%), Livros, jornais, revistas e papelaria (31,8%), Equipamentos e material para escritório, informática e comunicação (6,8%), Artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos e de perfumaria (5,9%) e Hiper, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo (3,8%).

Os três setores em queda foram Outros artigos de uso pessoal e doméstico (-10,0%), Tecidos, vestuário e calçados (-9,5%), Móveis e eletrodomésticos (-5,9%).

No varejo ampliado, que inclui os segmentos de veículos e material de construção, as vendas subiram 1,0% em setembro de 2022 ante setembro do ano anterior. O segmento de Veículos e motos, partes e peças caiu 1,2%, e Material de construção recuou 7,9%.

 

Fonte: Uol Economia
Imagem: Unsplush

Mantenedores do FGVcev