Cerca de 70% das empresas no Brasil não utilizam tecnologia com foco na experiência do usuário

Cerca de 70% das empresas no Brasil não utilizam tecnologia com foco na experiência do usuário

Em um cenário de intensa digitalização, apostar na personalização da experiência dos usuários é o mantra das empresas para alcançar o sucesso comercial. Entretanto, duas em cada três organizações no Brasil não utilizam essas ferramentas, mesmo que estejam disponíveis em suas ferramentas de Marketing Digital, segundo pesquisa da Dinamize. Do total de empresas, apenas 33,73%, praticamente um terço, utilizam as ferramentas de segmentação e personalização disponíveis na plataforma.

Com elas, é possível filtrar os clientes de acordo com os dados cadastrais ou de interações e criar conteúdos conforme o tipo de dado oferecido pelos contatos. “As organizações de e-commerce e do setor de saúde são as que mais utilizam esse recurso, o que se justifica pelo tipo de atendimento que precisam oferecer. Quanto mais personalizado, melhor as chances de venda, no caso do varejo, ou de fidelização do paciente, na saúde”, explica Juliana Lopes, Customer Success Sênior da Dinamize.

De todas as soluções disponíveis pela plataforma da empresa, a automação é a mais utilizada, com 59,04% do total. Nesse caso, são ações criadas automaticamente a partir de um critério específico definido pelo cliente, chamado de gatilho na plataforma. Pode ser considerada a entrada de novos contatos, a navegação no site, um cadastro em formulários, entre outros.

Mais da metade das empresas (52,41%) também utiliza recursos de integrações, ou seja, a possibilidade de conectar a plataforma a outros sistemas, como CRM e lojas virtuais. Na sequência aparecem as soluções de Captação (que buscam aumentar a lista de contatos) e E-mail pontual (disparo não automatizado), com 48,8% e 35,54%, respectivamente.

Os dois recursos menos utilizados são Lead Tracking, com 22,29%, e Score, presente em 7,23% das empresas. O primeiro remete à capacidade de identificar as páginas navegadas por cada contato. Já o segundo atribui “pontos” aos contatos a partir de cada interação realizada na plataforma ou nos canais integrados. “O uso de ferramentas de marketing digital está mais do que consolidado no mercado brasileiro, ainda mais diante da digitalização constante dos últimos anos. Contudo, ainda há espaço para que as empresas possam usufruir de forma completa todos esses recursos”, completa Juliana.

 

Fonte: Mundo do Marketing
Imagem: Pexels

Mantenedores do FGVcev